Viatura improvisada do Corpo de Bombeiros do Piauí tem pneu estourado e quase capota com equipe em Teresina.

Uma viatura de combate a incêndio do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Piauí - CBMEPI teve um dos pneus dianteiros estourado durante deslocamento para atender ocorrência e por pouco não capota com toda a guarnição. O fato aconteceu na tarde de ontem, terça-feira, 15/08. Segundo relatos dos bombeiros que estavam a bordo, a viatura tipo "Carro de Combate a Incêndio - (CCI)" se dirigia até o povoado São Domingos, nas proximidades da Cerâmica Fortes, região da Santa Maria da Codipe, zona norte de Teresina, para atender a um chamado de socorro em decorrência de incêndio que iniciou em um canavial.

Read more

Câmara aprova o fim da prisão disciplinar para PM e bombeiro militar

O texto aprovado, que segue para o Senado, proíbe o uso de medidas restritivas de liberdade, como a prisão preventiva ou temporária, para punir militares envolvidos em faltas disciplinares O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (1º) , em votação simbólica, proposta que extingue a pena de prisão como forma de punir faltas disciplinares cometidas por policiais e bombeiros militares. A medida está prevista no Projeto de Lei 7645/14, dos deputados Subtenente Gonzaga (PDT-MG) e Jorginho Mello (PR-SC). O texto aprovado, que segue para o Senado, traz modificações adotadas pela Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado. Uma delas também proíbe o uso de medidas restritivas de liberdade, como a prisão preventiva ou temporária, para punir militares envolvidos em faltas disciplinares. O texto original elimina apenas as medidas privativas de liberdade, como reclusão e detenção. Para o Subtenente Gonzaga, a proposta é o maior tratado de cidadania para policiais e bombeiros do Brasil, garantindo a eles direitos já assegurados pela Constituição brasileira a todos os cidadãos, como acesso ao devido processo legal, à presunção da inocência e à ampla defesa. “É uma prisão humilhante, uma realidade humilhante. Pode ser causada por um sapato mal engraxado, por uma barba mal feita e até por uma farda mal passada. Esse projeto traz dignidade e cidadania a policiais e bombeiros”, disse o deputado. O parlamentar acrescentou que o texto foi discutido com os ministérios da Justiça; da Defesa; com representantes dos comandos da polícia; e com a secretaria nacional de direitos humanos. O deputado Alberto Fraga (DEM-DF) comentou o constrangimento sofrido por militares presos por questões disciplinares ao explicar a punição para familiares, como filhos, por exemplo. “Você chega a casa e seu filho pergunta: papai você estava preso? Você é bandido?”, disse. A proposta cria ainda, por lei…

Read more

Corpo de Bombeiros do Piauí trabalha com menor efetivo do Brasil

De acordo com o tenente Flaubert Rocha, vice-presidente da Associação de Bombeiros Militares do Piauí, está sendo esperada a convocação de 110 bombeiros. Em entrevista ao GP1, o vice-presidente da Associação de Bombeiros Militares do Piauí (ABMEPI), tenente Flaubert Rocha, falou sobre a situação do efetivo do Corpo de Bombeiros do Piauí, que hoje conta com 320 profissionais em todo o Estado. É o menor efetivo do Brasil. De acordo com o tenente, foi realizado um concurso público em 2014 e está sendo esperada a convocação de 110 bombeiros. “Nós estamos esperando a convocação desses 110 homens, que serão distribuídos nas unidades do Estado, mas sabemos que isso ainda é muito pouco, no Piauí nós necessitamos de cerca de 2 mil bombeiros para atender a demanda com eficiência”, disse.  Flaubert declarou, ainda, que em Teresina a situação do Corpo de Bombeiros é crítica. “Falta material humano, viaturas e equipamento. Além disso, nós só temos duas unidades aqui na capital, o que acaba dificultando o trabalho dos bombeiros, visto que em uma cidade quente como Teresina, há vários focos de incêndio e com apenas duas unidades é quase impossível atender a todas as ocorrências, mesmo com todo o esforço da corporação e do comando”, declarou ao GP1. Ele finalizou pontuando que seriam necessárias pelo menos seis unidades na capital para atender a todas as ocorrências com eficiência. “Se tivéssemos essas seis unidades, diminuiria o tempo de resposta para as ocorrências”, afirmou. Fonte: GP1

Read more

Viatura improvisada do Corpo de Bombeiros do Piauí tem pneu estourado e quase capota com equipe em Teresina.

Uma viatura de combate a incêndio do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Piauí - CBMEPI teve um dos pneus dianteiros estourado durante deslocamento para atender ocorrência e por pouco não capota com toda a guarnição.

O fato aconteceu na tarde de ontem, terça-feira, 15/08. Segundo relatos dos bombeiros que estavam a bordo, a viatura tipo "Carro de Combate a Incêndio - (CCI)" se dirigia até o povoado São Domingos, nas proximidades da Cerâmica Fortes, região da Santa Maria da Codipe, zona norte de Teresina, para atender a um chamado de socorro em decorrência de incêndio que iniciou em um canavial.

 

Durante o trajeto, o motorista, Sgt F. Lima e mais dois militares que integravam a Guarnição BM, perceberam que um dos pneus fazia um barulho estranho enquanto o carro transitava em alta velocidade, no que um dos integrantes alertou o condutor sobre o risco iminente, mas antes mesmo que desse tempo de parar o veículo, o pneu dianteiro direito do CCI logo estourou e a viatura por pouco não tombou graças à perícia do motorista que conseguiu segurar a direção da viatura e pará-lo com segurança no acostamento.

“Foi uma reação muito rápida, notei o pneu vibrando e fazendo um chiado, ai foi quando a Virlane [integrante da equipe] alertou para estacionar a viatura, quando eu pensei em estacionar, o pneu rasgou, estourou, e ai travaram-se as rodas, segurei a direção e o caminhão arrastou mais ou menos uns 100 metros em direção ao acostamento querendo capotar, mas com muita habilidade e tranquilidade consegui segurar, senão! Com certeza teria virado, pois estava muito pesado, o tanque estava completamente carregado de água e a traseira da viatura jogava de um lado pro outro, mas graças a Deus tudo terminou bem”. Afirmou.

De acordo com o Diretor Executivo da Associação dos Bombeiros e Policiais Militares do Estado do Piauí – ABMEPI, Ten. BM Flaubert, só não aconteceu o pior graças a Deus e à perícia do motorista que já tem grande experiência e conhecia bem os riscos possíveis, pois esta situação está sempre se repetindo no cotidiano dos nossos bombeiros, tanto na capital quanto no interior, inclusive a viatura não é apropriada para este tipo de trabalho de combate a incêndio em vegetação que se desenvolve em zona urbana ou rural.

“Felizmente o pior não aconteceu, graças à habilidade do Sgt. F. Lima e da equipe que logo percebeu algo de errado e puderam evitar um acidente mais grave. Só Deus para nos proteger e permitir que agora estejamos contando uma história que poderia ter sido trágica. Essa é uma situação que virou normal no Corpo de Bombeiros do Piauí, todos os dias faltam equipamentos ou são empregados materiais insuficientes, velhos ou adaptados. Para nossas autoridades, principalmente para o Comandante Geral, Cel Carlos Frederico, parece que eles não estão nem um pouco preocupados com a integridade física ou vida dos nossos militares, é o famoso “se vira”. Essa viatura, por exemplo, estava disponibilizada para a INFRAERO e foi trazida do Aeroporto de São Raimundo Nonato e adaptada de forma deliberada para atender ocorrências em condições urbanas e rurais, ela é apropriada somente para atender incêndios de aeronaves no perímetro que é correspondente ao aeroporto e agora lá está sem uma viatura”. Revelou.

Para o Presidente da Associação dos Bombeiros e Policiais Militares do Estado do Piauí – ABMEPI, Cap BM Anderson, os gestores estão sendo constantemente comunicados, mas parece não se importarem com as denúncias feitas pela Associação, além de informar que os pneus da viatura são velhos, recauchutados, sempre que possível se esclarece que o atual Comandante Geral e governo só se preocupam com propaganda para tentar maquiar a realidade dos Bombeiros do Piauí.

“É um absurdo! Estamos todos os dias tentando orientar aos nossos gestores, Secretário de Segurança e Comandante Geral do Corpo de Bombeiros, quanto aos problemas relacionados à falta de estrutura física, de equipamentos e materiais para os nossos bombeiros. Este CCI é velho, adaptado, não permite a condução de uma guarnição completa de combate a incêndio urbano ou florestal, não atende a algumas exigências de segurança impostas pelo Código Nacional de Trânsito e que proíbem a circulação desse tipo de veiculo nas vias publicas, os pneus já se desgastaram há muito tempo e fizeram uma recauchutagem, ou seja, colocaram uma capa de borracha sobre o pneu velho que já estava inservível. Não podemos esquecer que é neste período que o número de ocorrências mais do que triplica e os usos destes veículos são bem mais exigidos, mas parece que nada importa. Percebam que daqui a pouco o Comandante Geral, Carlos Frederico, e o Governador vão à imprensa dizer que estar tudo bem, que tdois os problemas serão sanados e que serão feitos investimentos, como foi praticado no ano passado, no auge da crise dos incêndios de vegetação que assolaram a região Sul do Estado, onde o Governador informou investimento de 3 milhões de reais no CBMEPI” que nunca aconteceu. Propaganda enganosa. Denunciou

Cap BM Anderson, ainda, completa afirmando que serão tomadas todas as medidas possíveis para que sejam resguardados os direitos dos militares e principalmente a responsabilização tanto cível como criminal, se for o caso, dos gestores por suas omissões no que diz respeito à garantia da proteção, da segurança, da integridade física e da vida dos bombeiros em atividade.

“Já ingressamos com várias ações no Ministério Público, inclusive contra a INFRAERO e contra o próprio Comandante Geral do CBMEPI por causa do emprego de pessoal bombeiro militar em desvio de função e por emprego de veículos de emergência e seus condutores em desobediência as exigências legais do Código de Trânsito Brasileiro. Ou os gestores passam a se preocupar efetivamente com a proteção e a segurança, a integridade física e a vida dos nossos bombeiros, ou terão que responder na justiça, pois estamos falando de vidas, de heróis que arriscam suas vidas por cada um e por todos os cidadãos piauienses e, ainda assim, não são tratados com a mínima dignidade. Vamos até o fim. Nem que tenhamos que conquistar esse direito de proteção e segurança no meio ambiente de trabalho que são básicos, impostos pela via judicial, pois ainda acreditamos no Tribunal de Justiça do Piauí”. Destacou.

Notícias Gerais

Bombeiros e Policias Militares ficam de fora da Reforma da Previdência
ABMEPI conquista nova liminar para a “segunda turma” de associados para realizarem CFS PM 2017.
PEC proíbe aumento salarial e contratação de pessoal no Estado por dez anos
ATENÇÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com

Instale nosso App e se conecte com a ABMEPI

AbmepiTub

 abmepitube

CHARGES DO EVANDRO

Contador

63081
HojeHoje3
OntemOntem36
Este mêsEste mês727
GeralGeral63081